Soluções para embalagens: uma demanda urgente?

A pandemia do coronavírus acabou por escancarar ainda mais as frágeis e deficientes estruturas que nossa sociedade vem mantendo. A desigualdade social, a importância da higiene, a maneira como produzimos e consumimos carne, a necessidade de investirmos em pesquisas e ciência, etc.

Uma pauta que vem pedindo por urgência desde antes da pandemia é o meio ambiente. O ser humano parece ter percebido tarde demais que os recursos naturais nem sempre serão renováveis e que, se quisermos continuar vivendo, precisamos utilizá-los com cautela e consciência.

Temos falado sobre sustentabilidade de forma quase exaustiva. E o que a cadeia de alimentos tem a ver com sustentabilidade? Absolutamente tudo. O sistema alimentar abrange desde a produção dos alimentos até o contato com o consumidor, e é dentro desse sistema que as mudanças podem começar.

As novas formas de enxergarmos esse ecossistema e de produzirmos dentro dele é o que vem gerando revolução inside out. Ainda que manchetes como “Tetra Pak utiliza bioplástico sustentável feito da cana de açúcar” gerem mais comoção e reconhecimento, hoje queremos falar com as startups e pequenas e médias empresas.

Fonte: Milk Point

Utilizando o tema das embalagens sustentáveis como plano de fundo, o que queremos dizer é que, assim como as grandes empresas, as startups têm papel fundamental na criação de soluções inovadoras para o mercado. Inclusive, é através das startups e pequenas empresas que temos contato com as mais brilhantes ideias.

A ideia de criar um ambiente onde vende-se mais do que produtos, e sim experiências, tem sido um diferencial visível – principalmente em tempos de “novo normal”. Com a pandemia e as recomendações de isolamento social, diversas marcas e estabelecimentos tiveram que se reinventar para que continuassem no radar dos consumidores.

Usar tecnologia de ponta para “voltarmos às raízes” também tem sido um movimento cada vez mais atual e agregador. Estamos fazendo o caminho reverso, onde a procura por alimentos saudáveis e orgânicos é maior, assim como a preferência por alternativas de embalagens biodegradáveis.

Porém, por mais que louvemos essas ideias, inovações e tendências, sabemos que ainda há um longo caminho para que tudo que é criado chegue ao consumidor, e para que este deixe de ser um tema do futuro e vire um tema do presente.

Neste longo caminho, o TechStart Food Innovation, programa de aceleração realizado pela Conexão.f, Food Ventures, Venture Hub® e ITAL, ajuda startups, empresas, indústrias e instituições a acelerarem negócios, projetos e/ou tecnologias, que integrem de forma positiva a cadeia de alimentos, reunindo os atores do setor para que trabalhem de forma conjunta ao ecossistema, dentro de um processo que aumenta muito a chance de sucesso.

Dentro do tema das embalagens, procuramos matérias-primas, tecnologias, equipamentos e processos, que tragam benefícios para relação alimento-embalagem, embalagem-consumidor, embalagem-logística ou ao meio ambiente.

Se encaixa em alguma dessas descrições?  Inscreva-se já: https://bit.ly/3iHDIAw

E respondendo à questão do título: a demanda é urgente SIM! Fale com a gente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s