Transformando o Food System: é possível?

A resposta para a pergunta na verdade foi dada por nós e pelo GEPEA no texto passado. Mas já que dedicamos o mês de julho a este tema, tomamos a liberdade de traduzir essa excelente reflexão proposta pela Gabriela Burian, especialista em sistemas alimentares sustentáveis – você encontra o original aqui.

Segue abaixo:

Hoje (finalmente!) eu trouxe meu calouro direto da Universidade de Chicago para nosso, agora funcionando totalmente, “escritório familiar”!

Ainda que nosso cachorro esteja muito feliz, cada um de nós, provavelmente como vocês, agora estamos tentando novas maneiras de cumprir nossos objetivos, em um ambiente diferente e uma situação estressante.

De fato, este tem sido um momento crucial ao redor do mundo:

Enquanto cientistas estão trabalhando para achar soluções, nós estamos, literalmente, transformando o modo como vivemos, transformando o modo como fazemos negócios, enquanto tentamos reduzir os riscos de perturbação e estresse. No setor de alimentos e agricultura isto também tem sido um desafio: agricultores estão trabalhando pesado para garantir que alimentos saudáveis e nutritivos estejam sendo produzidos enquanto garantem um ambiente seguro para todos – e nosso time tem reforçado o trabalho para um agricultura neutra de carbono.

Neste cenário, mais do que nunca, a transformação na produção de alimentos precisa de uma nova abordagem, colaboração e liderança.

Enquanto nossas famílias trabalham em casa, nossos cientistas progredindo com o trabalho necessário para que todos tenham saúde e ninguém passe fome. Estou inacreditavelmente orgulhosa (e otimista!) em compartilhar aqui nossa visão e trabalho liderados por Liam Condon, presidente da Bayer Crop Science, durante o evento CGIAR Event Transforming global food systems under climate change (Transformando sistemas alimentares globais sob mudanças climáticas), na Universidade de Copenhagen, Dinamarca.

Abaixo estão as lições principais que tirei do evento:

  1. Transformar sistemas alimentares globais é necessário – e com ciência e inovação é possível.
  2. Novos modelos de negócio e liderança são cruciais para reduzir as emissões de carbono; ajuda agricultores a produzir alimentos saudáveis e nutritivos para todos, enquanto reduz as pegadas de carbono no meio ambiente.
  3. Colaboração é crucial para permitir um futuro melhor para todos.

Olhando para meus adolescentes estudando em casa, fico muito otimista: ciência, inovação e colaboração podem ajudar nossa sociedade a superar todos os desafios enormes que temos enfrentado.

(Todos os direitos reservados à Gabriela Burian).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s